28/05/2009

Amarelar...

Só para falar: fiz minha flor AMARELA hoje!
É o meu "prato de flores" no meu corpo, agora.
De hoje em diante o AMARELO vai estar sempre presente em mim.
Um passo a mais no arco-íris...

A-D-O-R-O!

Os amarelos riem amarguras

bjin!

Jesus Cristo é o Senhor!








Bom, recebi essas e outra fotos por e-mail, informando que esse "imóvel" pertence a um famoso BISPO, dono de uma emissora de televisão e de uma Igreja Evangélica.
Ficaram pasmos??? Eu fiquei!
Não sei se sou muito inocente, mas eu fiquei chocada. Primeiro por saber que existem, realmente, mansões desse porte, porque jurava que só existiam em filmes de Hollywood, e segundo em saber quem era o dono de tal monumento. Sempre soube que ser Pastor "dava uma graninha", mas nem sonhava que fosse o suficiente para ter e manter uma casa assim.
A frase final do e-mail era a seguinte: "Jesus Cristo é o caminho e eu sou o pedágio...", prefeita, não acharam?
Não tenho nem palavras para tamanho absurdo. CHOQUEI!
bjinhus =)

Female!





Para as FEMINISTAS de plantão, a ilustração!


É o "poder" feminino...

sacou???

rsrsrs =)

26/05/2009

Lula Queiroga



Bom... estou aqui para um serviço de utilidade cultural.

Não sei se vocês conhecem Lula Queiroga, mas se não, espero que passem a conhecê-lo agora. Ele acabou de lançar um CD novo, intitulado "Tem juízo, mas não usa", que diga-se de passagem é de excelente qualidade, o que se tratando de Lula chega a ser redundância, já que tudo que vem dele é muito bom!

Anteriores ao "Tem juízo, mas não usa", têm o "Aboiando a vaca mecânica", da famora Roupa no Varal e o "Azul invisível, vermelho cruel", da também famosa Telefonista da Floresta Predial, ambos, LÓGICO, maravilhosos.

Lula é parceiro de Lenine, e talvez muitos de vocês conheçam as músicas dele, só que na voz de Lenine, como por exemplo, Atirador.

Vou colocar uns links para que vocês acessem e conheçam mais sobre a excelente obra de Lula:


Então galera, acessem, baixem, ouçam e divulguem Lula Queiroga. Fiquem espertos na agenda para ver quando ele vai fazer show aqui em Recife e não deixem de ir, porque ele é um artista completo. Bom cantor, bom letrista, bom compositor, além de ter uma senhora presença de palco.

A-D-O-R-O tantooooooooooo!!!

=)



Amarelos!



Meu prato de flores agora será no meu corpo, e vai florir...
Os amarelos riem amarguras!
bjus!
=)

25/05/2009

BELETRISTA!

Esse sábado que passou eu estava, por um milagre, em casa e, por mais um milagre ainda, estava assistindo ao caldeirão do Hulk, especificamente o "Soletrando". Não sei se vocês já assistiram este quadro, mas com certeza já devem ter ouvido que quem participa dele, numa espécie de auxílio aos estudantes, é Sandy, aquela que tinha uma dupla como irmão Jurnior, lembram??? Pois bem, ela foi convidada a participar do programa porque se formou, no final do ano passado, em Letras, pela Unicamp, se não estou enganada. E neste sábado o apresentador do programa, Luciano Hulk, a perguntou qual o título de uma pessoa que se forma em Letras. Sandy não soube responder e disse que achava que era professor mesmo.
Professor é aquele que faz um curso de Licenciatura Plena. Uma pessoa que faz Letras, mas faz Bacharelado, por exemplo, não é professor, é Bacharel em Letras. Mas poucos sabem, inclusive Sandy, que a pessoa que se forma em Letras, independente de ter feito Licenciatura ou Bacharelado, é um BELETRISTA, ou "Amante das Belas Letras".
Não a culpo e nem quero aqui criticá-la, pois poucos são os que conhecem esse título, mesmo aqueles que fazem o curso. Eu e a minha turma mesmo só viemos saber no 3º ou 4º período e gostamos tanto que o nome da nossa turma foi: BELETRISTAS - AMANTES DAS LETRAS!
Mas vamos falar beeeem sério, esse título é tudo que há, não é não???
ADORO!

De tudo ao meu amor serei atento...
=)

Formatura!

Fotos da minha formatura que foi em Janeiro, mas só tô conseguindo postar agora.
Nunca pensei que ía ficar tão feliz em ser uma BELETRISTA e em ser a oradora da turma.
ARRASEI no discurso. =)
Casal literalmente de Fino de Trato!

Amo beeeeem pouquinho =)


Amigos de longos carnavais!


Eu, fazendo pose para as palhaças =)



Minha mãe. AMO mais que tudo nessa vida!


21/05/2009

Intrigante


Recebi essa imagem num e-mail. Primeiro achei que era o mictório, mas depois me dei conta, pelo menos eu acho, que é a pia. Até agora eu estou me perguntando: qual a sensação de um homem ao lavar as mãos diante de tal "escultura"?
Já pensou se essa moda pegar, como é que será o banheiro feminino???
Quero nem pensar...
kkkkkkk
=)

Vários tons de Amarelo

  • Numa folha qualquer eu desenho um sol AMARELO... (Toquinho e Vinícius)
  • Os AMARELOS riem amarguras... (Florbela Espanca)
  • As AMARELINHAS tão bonitinhas... (Vinícius de Moraes)
  • Estão em todas as terras o branco, o AMARELO, o encarnado e o preto... (Joaquim Rodrigo)
  • We all live in a YELLOW submarine... (John Lennon)

---> A cor do arco-íris que mais se destaca é o AMARELO... simplesmente LINDOOO!!!

Bjus e mergulhem no mundo AMARELO!

=)

20/05/2009

Luis Fernando Veríssimo

Ultimamente tenho lido "um pouco" de Luis Fernando Veríssimo e, a medida que esse pouco se faz muito, fico mais encantada. Encantada com suas sátiras, críticas, pensamentos e suas palavras, simples e diretas palavras.
Dentre os textos lidos um que me chamou muito atenção, e talvez um dos mais famosos, é o "Gigolô das Palavras". A forma como ele põe a gramática em seu devido lugar é tão bem feita que conseguimos entender sua real função, deixando de lado a maneira deturpada que a aprendemos na escola.
Para que vocês se deleitem... aí está! Espero que gostem =)


O gigolô das palavras

Quatro ou cinco grupos diferentes de alunos do Farroupilha estiveram lá em casa numa mesma missão, designada por seu professor de Português: saber se eu considerava o estudo da Gramática indispensável para aprender e usar a nossa ou qualquer outra língua. Cada grupo portava seu gravador cassete, certamente o instrumento vital da pedagogia moderna, e andava arrecadando opiniões. Suspeitei de saída que o tal professor lia esta coluna, se descabelava diariamente com suas afrontas às leis da língua, e aproveitava aquela oportunidade para me desmascarar. Já estava até preparando, às pressas, minha defesa ("Culpa da revisão! Culpa da revisão !"). Mas os alunos desfizeram o equívoco antes que ele se criasse. Eles mesmos tinham escolhido os nomes a serem entrevistados. Vocês têm certeza que não pegaram o Veríssimo errado? Não. Então vamos em frente.
Respondi que a linguagem, qualquer linguagem, é um meio de comunicação e que deve ser julgada exclusivamente como tal. Respeitadas algumas regras básicas da Gramática, para evitar os vexames mais gritantes, as outras são dispensáveis. A sintaxe é uma questão de uso, não de princípios. Escrever bem é escrever claro, não necessariamente certo. Por exemplo: dizer "escrever claro" não é certo mas é claro, certo? O importante é comunicar. (E quando possível surpreender, iluminar, divertir, mover... Mas aí entramos na área do talento, que também não tem nada a ver com Gramática.) A Gramática é o esqueleto da língua. Só predomina nas línguas mortas, e aí é de interesse restrito a necrólogos e professores de Latim, gente em geral pouco comunicativa. Aquela sombria gravidade que a gente nota nas fotografias em grupo dos membros da Academia Brasileira de Letras é de reprovação pelo Português ainda estar vivo. Eles só estão esperando, fardados, que o Português morra para poderem carregar o caixão e escrever sua autópsia definitiva. É o esqueleto que nos traz de pé, certo, mas ele não informa nada, como a Gramática é a estrutura da língua mas sozinha não diz nada, não tem futuro. As múmias conversam entre si em Gramática pura.
Claro que eu não disse isso tudo para meus entrevistadores. E adverti que minha implicância com a Gramática na certa se devia à minha pouca intimidade com ela. Sempre fui péssimo em Português. Mas - isso eu disse - vejam vocês, a intimidade com a Gramática é tão indispensável que eu ganho a vida escrevendo, apesar da minha total inocência na matéria. Sou um gigolô das palavras. Vivo às suas custas. E tenho com elas exemplar conduta de um cáften profissional. Abuso delas. Só uso as que eu conheço, as desconhecidas são perigosas e potencialmente traiçoeiras. Exijo submissão. Não raro, peço delas flexões inomináveis para satisfazer um gosto passageiro. Maltrato-as, sem dúvida. E jamais me deixo dominar por elas. Não me meto na sua vida particular. Não me interessa seu passado, suas origens, sua família nem o que outros já fizeram com elas. Se bem que não tenho o mínimo escrúpulo em roubá-las de outro, quando acho que vou ganhar com isto. As palavras, afinal, vivem na boca do povo. São faladíssimas. Algumas são de baixíssimo calão. Não merecem o mínimo respeito.
Um escritor que passasse a respeitar a intimidade gramatical das suas palavras seria tão ineficiente quanto um gigolô que se apaixonasse pelo seu plantel. Acabaria tratando-as com a deferência de um namorado ou a tediosa formalidade de um marido. A palavra seria a sua patroa ! Com que cuidados, com que temores e obséquios ele consentiria em sair com elas em público, alvo da impiedosa atenção dos lexicógrafos, etimologistas e colegas. Acabaria impotente, incapaz de uma conjunção. A Gramática precisa apanhar todos os dias pra saber quem é que manda.

19/05/2009

Supostas preocupações...

Mais um mês e mais uma preocupação.
Seria mais fácil se a gente usasse, nem que fosse um pouquinho, esse negócio que fica em cima do pescoço e que as pessoas dão o nome de CABEÇA. Mas isso é tão difícil!!!
Pensar é realmente algo muito além de nós, pobres mortais.

Enfim... vamos esperar e ver no que dá.

Ninguém entende nada, né? Nem eu!

O pote-de-ouro ficou um pouco mais longe agora =(

bjocas

15/05/2009

Ops!


Só postando para não deixar passar em branco: ontem - 5 anos e 6 meses!


NOOOOOOOOOOOOOSSA! Isso é muito tempo, tem noção???



Amu e, por hoje, tá bastando. =)

E agora, José?

Nossa, fiquei um tempinho sem escrever e já estava sentindo falta disso, acho que estou me acostumando com essa vida de blogueira.
Quanto ao show de Paulo Diniz... Foi hilááááááário!
As músicas, aquelas de sempre. As pessoas, as típicas de um Festival da Seresta. O cantor, o MESMO!
Apesar das erradas no palco (muitas, diga-se de passagem), o show foi memorável. Um Paulo Diniz cantando seus grandes e únicos sucessos, uma excelente banda e uma interação massa entre cantor e público.
Nem preciso dizer que o momento de êxtase foi, a tão esperada por todos, JOSÉ; todos cantando o famoso refrão: "e agora, José?" e o cantor calado, devido a um longo esquecimento da letra (rsrsrs).
Mas apesar de tudo... Paulo Diniz é Paulo Diniz, e assisti-lo é sempre muito bom!

A-D-O-R-O!!!

bjocas...

07/05/2009

Sentimentos

Sentimento é a maior dádiva que o homem possui.
Algumas pessoas, geralmente movidas pela tristeza, raiva, etc., acham que seria melhor não sentir, mas alguns, e eu me INCLUO nestes, acreditam ser a melhor coisa que os homens poderiam ter.
E o choro? Ah, o choro! Como é bom chorar e extravasar...
Sorrir? Infinitamente bom!!! Amo risadas, especialmente a minha, e amo rir.
Qualquer dia desses, em que eu esteja mais poética, eu deito "escrivinhação" sobre chorar e sorrir.
Por hoje é só. Depois conto como foi Paulo Diniz no Festival da Seresta e conto se chorei ou se sorri.

Eita, isso me fez lembrar o Rei: "se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi"! O Rei é que sabe das coisas. Quero tanto ir pro show dele :s

bjus...;)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©