16/03/2012

dos amores ausentes...

Há dias na vida em que você lembra. Lembra de situações na infância, de cenas que estavam guardadas lá no fundo da sua memória e que você nem sabia se tinham ou não acontecido de fato, de cheiros, de risadas, de sensações, de pessoas... Enfim, são dias que são feito para recordar.
Hoje é um dia assim. A lembrança desse 16 de março veio de um sonho, um sonho com alguem que não está mais ao meu lado em corpo físico, mas que em espírito tenho a certeza que nunca saiu de perto um segundo sequer. Sonhei essa madrugada com a minha avó, o ser humano mais bonito e mais justo que eu conheci. Não recordo bem o que tinha no sonho, exceto que acariciava aqueles cabelos branquinhos, os mais lindos que já vi, diga-se de passagem. Mas mesmo sem lembrar o resto do sonho, sei que foi bom, como tudo que sempre veio dela, porque acordei com aquela sensação de tranquilidade e de amor no coração. 
Aprendi a viver com a sua ausência, afinal a vida é assim, mas não tem um dia nesses 8 anos que não pense nela e que não sinta sua falta.
Uma vez eu li em algum lugar que avó é mãe duas vezes, mas não sei se concordo não. Para mim avós são seres especiais, tipo anjos, na vida dos netos porque elas são amor e puro amor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©