14/09/2009

Confusões de uma Mente Amarela...



Tem momentos da vida que o mundo dá um giro não de 360º, mas de 180º, o que quer dizer que a mudança não foi por completo, que só falta uma atitude ou um gesto para que ela consiga mais 180º e mude completamente. Pois bem... eis a minha neste momento.

Nestes últimos dias várias coisas ruins aconteceram na minha vida. Caíram e ainda caem líquidos levemente salgados e de tom amarelado de meus olhos, mas a esperança de que tudo irá passar me faz buscar forças, não sei onde, para superar tudo e pensar que num futuro próximo, quando os outros 180º girarem, esses mesmos líquidos voltarão a cair, mas com um outro gosto, um gosto de felicidade. Com todos esses acontecimentos acabei descobrindo que eu tenho medo de mudanças, principalmente as drásticas, sabe? Só que desta vez eu estou ansiosa demais e desejando que esta mudança aconteça o mais rápido possível.

Durante esse tempo a coisa que mais fez doer e ainda dói foi a negação de ajuda de onde você mais espera, aquela pessoa para quem você primeiro liga quando algo te acontece, seja bom ou ruim, sabe? Vocês não têm noção (ou até tenham, infelizmente) do que é ouvir uma negativa justamente dessa pessoa. Alguém tão importante para você falar coisas não muito recomendáveis a ser falado justamente para uma pessoa cheia de problemas. Dói e não é pouco. Mas, ao longo dos meus 24 anos, aprendi a ver as coisas boas presentes nas coisas ruins e percebi que receber um NÃO de alguém, mesmo sendo alguém importante na sua vida, te faz recorrer a outras pessoas e receber não só um SIM, mas como uma série de palavras de apoio, conforto e carinho dessas "outras" pessoas, te faz bem e te faz ver que, independente do tempo, amizades verdadeiras são muito importantes e presentes. Não sei se disse isso no momento, mas digo agora: OBRIGADA! Isso tudo me faz ver não apenas que amizades crescem o tempo todo e em qualquer lugar, mas também me fez parar para pensar se certas coisas e pessoas valem mesmo à pena.

Realmente este é um período de mudanças na minha vida e desta vez não estou com medo. Que venha...!


Obrigada sempre!


*Os amarelos riem amarguras*


*No final do arco-íris, lá está o pote-de-ouro!*

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Amarela, acho que já disse aquí que o amarelo é a cor da melancolia e lí, em algum lugar, que os amarelos de Van Gogh havia uma razão para ser pincelados nos seus quadros. Tem muito chão pela frente, e tenho certeza que essa dor a que se refere vai passar. É com as dores e quedas que a gente cresce, pode crer. E aí, vai ser tudo celeste, quer apostar? Um abraço e obrigada por passar sempre lá em casa!

    ResponderExcluir
  2. Ô, querida! Grata pelas palavras de conforto. Van Gogh é que sabia das coisas.
    Mas tudo passa, já dizia Nelson Ned e isso também vai passar...
    Value, beijus!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©