25/04/2010

Sobre a praia e a música dela...

, j

Hoje em Recife até que fez um solzinho e fui à praia com uma amiga (das grandes e das melhores). Sempre ficamos na mesma barraca. O rapaz já é conhecido, o atendimento é bom, tem chuveirão, a comida é boa e a cerveja é gelada, o que conta muito numa praia, né? Enfim... poderia ser perfeito se não fosse pela trilha sonora tocada lá. A sequência é sempre a mesma: revelação, parangolé, ou melhor, rebolation tion tion, e depois brega!


Confesso que esse não é muito o meu gosto musical. Eu gosto de um sambinha, um chorinho, uma coisa mais leve, e, às vezes, até gosto de um peso, tipo sambão mesmo, aqueles das escolas de samba, mas pagode acho muito meloso, sem falar que só fala de amor mal resolvido. Não dá mesmo! Mas, quando o brega começa, eu torço para que coloquem revelação de novo, porque, dentre os três, é o "menos ruim", para mim.


Só que hoje eu percebi que quando as coisas são muto ruins, ainda tem criatura viva que consiga deixar pior! Não sei se vocês já ouviram um brega (cantado por uma mulher que, como a maioria das cantoras de brega, canta gemendo) que tem o seguinte trecho: "vai devagar, que eu tô de salto", pois bem, fizeram uma respota para essa música, uma reaposta masculina que diz: "só vou devagar se for cabaço". Minha gente, isso é o cúmulo do mal gosto. E eu que pensei que não podia piorar!


Como alguém consegue comprar um CD desse e colocar em casa para ouvir? Dá pra apreciar esse tipo de música? Podem dizer que é preconceito, e é mesmo. Tenho preconceito com quem faz e com quem escuta isso. Não consigo entender mesmo. Antropologicamente falando, não relativizo de jeito nenhum!!! Doi no ouvido, doi de verdade! A voz dos "cantores" é péssima, a melodia nem se fala e a letra? Aff, preciso dizer mais nada, né? Logo eu, que sou amante de uma boa letra, quando me deparo com isso tenho vontade de chorar, falando sério!


Queria tanto levar meus CDs de Chico, Cartola ou Vinícius à praia, mas sei que a maioria esmagadora não ía gostar muito e mal acabasse a primeira música, ele me seria devolvido. Fico tão triste com essas coisas.


Sei que gosto é gosto e cada um tem o seu, só que é difícil de entender alguns que existem por aí...
Mas, para os amantes das boas músicas e do bom samba, deixo um trecho de uma lindo de Chico Buarque:

Samba da Boa Vontade

Viver alegre hoje é preciso
Conserva sempre o teu sorriso
Mesmo que a vida esteja feia
E que vivas na pirimba
Passando a pirão de areia




PS: para quem não sabe, "cabaço" é uma moça virgem pros lados de cá dos Pernambucos!

Comente com o Facebook:

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©