27/06/2014

De partir e viver e partir...

Sabe aqueles textos que falam que a morte não é o fim, é apenas uma passagem e temos que ficar preparados para nos desligarmos da matéria? Pois bem, não adianta quantos desses vocês leram e/ou irão ler, a verdade é que nunca estamos, e creio que nunca estaremos, preparados para ela, seja a nossa ou daqueles que amamos.
Perder um ente querido é perder uma parte de você e nunca estamos prontos para ficarmos com um pedaço a menos. Você nunca sabe se está preparado até receber a notícia e seu cérebro processar a informação. São naqueles segundos que você tenta ficar pronto para lidar com a perda.
Passados os segundo iniciais, você começa a aprender a viver com a falta que, em certos momentos, te tira o ar e te faz desejar um fim. Chega a ser irônico o fato de que você vive desejando que chegue o dia em que você verá aquela pessoa novamente e, se você for daqueles que acredita na vida após a morte, esse momento só chegará quando você partir; na verdade você passa a viver esperando o dia de morrer. Não é que você vai viver de forma depressiva, almejando morrer a toda hora e todo momento, mas é que a saudade, meus caros, ela te consome e, por mais que ela amenize com o tempo, ela nunca irá embora até que você dê aquele desejado abraço e isso só vai acontecer em outro plano, em outra vida.

PS: Ficou mórbido, mas ainda é, e sempre será, um texto de amor.

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Concordo contigo.

    "Ficou mórbido, mas ainda é, e sempre será, um texto de amor.
    ♥"

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©