28/10/2010

Cae


Eu queria querer-te amar o amor

Construir-nos dulcíssima prisão

Encontrar a mais justa adequação

Tudo métrica, rima e nunca dor

Mas a vida é real e é de viés

E vê só que cilada o amor me armou

Eu te quero (e não queres) como sou

Não te quero (e não queres) como és...


Ah bruta flor do querer

Ah bruta flor! Bruta flor!
(O Quereres)



Porque ele está na minha vida há muito tempo, mas faz pouco que descobri que o amo!


"O peito cheio de amores vãos..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©