04/11/2010

Há tempos... passarinho!

Sabe amor, há tempos pretendo te dizer que não te quero mais na minha vida, assim como não me queres na tua.
Há tempos quero te dizer que não sei se realmente te amei em algum momento das nossas 2 semanas e meia de amor, assim como descobrirás também que nunca me amastes.
Há tempos quero te dizer que não acredito mais no amor que dizias sentir por mim, assim como sei que não acreditas mais no meu.
Há tempos quero te dizer que não fazes bem à minha saúde. Na verdade és como uma droga que uso apenas por pura dependência e não por gosto real. E sei que sentes o mesmo.
Há tempos, amor, que descobrimos que não fomos feitos um para o outro e que, na verdade, isso não existe.
Há tempos que "eu te amo" não soa verdadeiro saindo de nossas bocas.
Há tempos percebemos que uma casinha no mato de fino trato nunca passará de uma doce lembrança de um belo sonho a dois.
Há tempos compreendemos que a luz dos olhos pode estar em qualquer olhar de qualquer pessoa, só não queremos aceitar.
Há tempos que dias 04 e 14 não significam mais nada para nós, só não assumimos.
Há tempos percebemos que não sabemos o que queremos, nem quem queremos. Mas sabemos de uma coisa, apenas uma certeza num mar de dúvidas: "que não nos queremos mais!"

E é por não te querer e saber que não me queres que te digo:

"Todos passarão, nós passarinho...!"

Comente com o Facebook:

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©