29/07/2009

Escrivinhaduras Saudadescas


Esta semana está sendo atípica. Segunda acordei de madrugada para os últimos acertos da viagem de Tiago (separar roupa, ligar pro táxi, despedir, etc), depois voltei a dormir e acordei super enfadada por causa da gripe que me derrubou no domingo e acabei chegando tarde no trabalho. Assim que cheguei lá, fui mandada de volta pra casa porque estava suuuuuuper gripada e, neste momento de H1N1, todos estão com medo de qualquer simples resfriado. Mas, fazer o que, né?! Vim pra casa e fiquei de repouso. Aproveitei pra estudar.



Na terça ainda permaneci em casa o dia todo porque a gripe ainda estava firme. Já não aguento mais tomar remédios e Vitamina C. Falei com Tiago pela manhã, mas bem rapidinho. O resto do dia passei todo a estudar e decidi, com a aprovação do meu orientador, mudar a temática da minha pesquisa. Não mais trovadorismo. Barroco! Mas a fonte de pesquisa e inspiração continua a mesma, Chico Buarque. Estou gostando mais dessa linha de pesquisa, mesmo tendo que começar do zero. De noite falei com Tiago novamente, agora com mais calma. Não sei o que me dá mais saudade, se a saudade normal que sinto, ou se pelas coisas que ele me diz. Dizer que estava no Arpoador e que quando lá chegou só teve vontade de me ter do seu lado e de me beijar não ajudou muito a passar a saudade. Mas é sempre bom ouvir essas coisas. Aliás, saudade, ô palavrinha complicada. Só nós brasileiros mesmo para inventarmos uma palavra que expressa um sentimento tão confuso, uma mistura de coisas boas e ruins. E "imitando" Guimarães Rosa, permito-me um neologismo e transformo em verbo um substantivo: SAUDADAR. Estou saudadando quem o Rio de Janeiro acolhe em seus belos braços nesta semana.



Hoje, quarta, bem melhor da gripe, fui trabalhar e lá fiquei todo o dia, aliás ficarei nessa semana toda, ou os poucos dias que restam dela, os dois horários. Lá falei melhor com Tiago. Ouvir a voz dele é bom, mas quando penso que sábado de madrugada vai demorar ainda a chegar, a saudade se faz presente na sua mais dura face. Só que no trabalho pelo menos eu abstraio e me divirto. Aliás, como me divirto trabalhando. Ainda bem! Agora de noite? Rolou um stress com a oi. A net não queria conectar e passei mais de 1h no telefone tentando falar com os atendentes e ouvindo: "estaremos transferindo sua ligação para outro setor". Ah, odeio gerundismo! Que mania mais feia para dizer: "É só enrolação, senhora. Não resolveremos seu problema!". Ainda bem que consegui solucionar o problema e este post é a prova "escrita" disto. Estou na net, depois vou estudar, dormir e provavelmente meu dia terminará assim, nos braços de Morfeu.


Amanhã??? Não faço a mínima de como será, mas tenho uma aposta: deve ser atípico!

Nesta semana os amarelos riem saudade!

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Linda, que bom receber tua visita no meu blog :)
    Adicionei o seu à minha listinha de blogs queridos, viu?

    Poxa, o Tiago tava aqui no Rio e nem encontrei com ele! Terminou a SBS e ele já deve ter voltado pra casa, né?

    Por aqui, ando saudadando bastante meus amigos, meus gatos, minha mamãe, o recife. Mas também tenho tanto pra ver/fazer/aprender, que a saudade acaba virando menos dor e mais vontade de reencontrar pra compartilhar um pouquinho de tudo!

    Beeeeijo :*

    ResponderExcluir
  2. Foi Maguinha, ele tava no Rio (na SBS), mas voltou sábado de madrugada.

    saudades...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©