26/02/2013

discurso de formatura...

Há 4 anos terminei a graduação na coisa que eu mais amo nessa vida: Letras. Estudar é, sem sombra de dúvidas a minha maior paixão e a Literatura é meu casamento de uma eterna Lua de Mel. Organizando algumas prateleiras em casa acabei achando meu discurso de formatura (sim, eu fui a oradora da turma! rsrs) e agora posto para vocês darem uma lidinha ;)



"Boa noite a todos presentes!

Bom, o protocolo nos diz que primeiro temos que cumprimentar o presidente da mesa, mas eu gostaria de quebrar esse protocolo e cumprimentar, primeiramente, as pessoas mais importantes, motivo de estarmos todos aqui hoje, os formandos.
Como estou aqui para falar em nome da turma, vou trocar a primeira pessoa do singular pela primeira do plural. Esse discurso será focado em uma palavra que, classificada morfologicamente, pertence a classe verbal, o verbo agradecer.
Primeiramente gostaríamos de agradecer a Deus, já que sem ele não somos nada. Depois a nossa família (mães, pais, tios, irmãos, primos, avós) pois eles foram os maiores incentivadores e os que deram mais apoio durante a nossa graduação. Gostaríamos também de agradecer aos nossos mestres que nos ensinaram muito ao longo desses 4 anos, alguns de forma positiva, outros de forma negativa, mas que mesmo assim não deixou de ser um grande aprendizado. Aos nossos amigos, aos que trazíamos conosco antes e aos que adquirimos no decorrer do curso. Aos cônjuges, que em alguns casos são colegas de sala, aos namorados e namoradas, noivos e noivas e a todos que não se encaixam nesses rótulos, mas que contribuíram, de alguma forma, para o nosso sucesso.
Há 4 anos demos início a mais uma etapa de nossas vidas e, como diria uma de nossas mestras, uma etapa mister. Essa etapa foi recheada de fortes transformações, afinal alguns de nós chegamos ainda adolescentes à Faculdade e estamos saindo de lá adultos e bem mais maduros. Outra transformação importante é o fato de entrarmos lá sem uma profissão e agora além de termos uma, também temos experiência e amadurecimento profissional.
Durante esse período fatos importantes ocorreram em nossas vidas. Amizades foram feitas, conhecimentos absorvidos, relações estabelecidas e exemplos dados. Mas não só de momentos bons esse tempo foi preenchido, também tivemos momentos ruins, momentos que serviram como aprendizado e amadurecimento e hoje agradecemos por tudo que passamos.
Entrar na Academia não é o mais difícil, mas enfrentar tudo que enfrentamos e sair dela no período certo, isso sim é o mais difícil. E estamos aqui hoje para isso, para colocar um ponto final nessa etapa e acrescentar mais dois pontos finais, transformando-o em uma reticência, pois esses 4 anos foram apenas o início de tudo.
Chegamos aqui hoje como formandos do curso de Letras da Funeso do 2º semestre de 2008, mas sairemos daqui Beletristas. A grande maioria  nos conhece como Professores, Educadores, Docentes, mas poucos sabem que os formandos em Letras são, na verdade, Beletristas, aqueles que amam as Belas Letras.
E é como amante dessas belas letras que encerramos o discurso com algumas já conhecidas belas letras de um poetinha tão conhecido nosso.

Soneto da Felicidade

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procura
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama.

Eu possa dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

                                   Vinícius de Morais"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©